FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Vacinação contra sarampo e influenza tem início em Araquari; saiba onde e quem pode se vacinar

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) iniciou na segunda-feira, 4 de abril, a 24ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza e, simultaneamente, a 8ª Campanha Nacional contra o Sarampo. A ação é nacional e, pela primeira vez, realizada de forma concomitante. Com o dia “D” marcado para 30 de abril, a vacinação acontece em duas etapas.

Para a imunização contra a Influenza, a primeira etapa segue até 30 de abril, sendo aguardados mais de 4 mil pessoas entre idosos de 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde. A 8ª campanha contra o sarampo terá como foco profissionais da saúde e crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias).

De acordo com a SMS, o público infantil deve tomar uma dose dos dois imunizantes. Não há necessidade de cumprir intervalo para a aplicação das vacinas contra o Sarampo e Influenza. Dessa forma, as duas vacinas poderão ser administradas no mesmo dia.

Locais de vacinação

Em Araquari, a vacinação ocorrerá em todas as salas de vacinação do município de segunda à sexta-feira: de 8h às 17h nas UBSs Nicanor Corrente (Itinga), Geny Westrupp (Itinga), Joaquim Monteiro Cabral (Porto Grande), Maria de Fátima Silvano (Centro), João Antônio Ignácio (Rainha), Rosalina Modesta da Costa (Itapocu).

Confira quando cada etapa será realizada e quais públicos serão atendidos:

1ª etapa: 04/04 a 30/04

– idosos com 60 anos ou mais;
– trabalhadores da saúde;

2ª etapa: 02/05 a 03/06

– Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); – Gestantes e puérperas;
– Povos indígenas;
– Professores;
– Comorbidades;
– Pessoas com deficiência permanente;
– Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
– Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
– Trabalhadores portuários;
– Funcionários do sistema prisional;
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; – População privada de liberdade.

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.