FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Trabalhadores de Joinville atingidos pela chuva de fevereiro podem solicitar o saque do FGTS

A partir desta quarta-feira, 15, os trabalhadores joinvilenses atingidos pela forte chuva nos dias 24 e 25 de fevereiro deste ano e que estão na lista da Defesa Civil, podem solicitar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A solicitação é realizada diretamente para a Caixa Econômica Federal, por meio do Aplicativo FGTS, até o dia 30 de junho.

A relação com os endereços pode ser consultada no site da Prefeitura de Joinville.

O prazo para a inclusão de novos endereços está finalizado. Porém, caso a pessoa já tenha realizado o cadastro anteriormente e o endereço não conste na lista, mas tiver sido atingido, o responsável pelo imóvel pode entrar em contato com a Defesa Civil de Joinville e comprovar o dano no imóvel por meio de fotos e vídeos.

Outra questão que também é atendida pela Defesa Civil é a correção do endereço do solicitante, caso apresente alguma irregularidade na escrita do nome da rua ou numeração, por exemplo. Esse contato pode ser feito pelo e-mail atendimentodefesacivil@joinville.sc.gov.br.

Para o trabalhador sacar, é necessário possuir saldo na conta do FGTS e não ter realizado saque pelo mesmo motivo em período inferior a 12 meses. O valor máximo para retirada é de R$ 6.220,00.

O aplicativo do FGTS está disponível para download gratuito nas plataformas digitais e é compatível com os sistemas operacionais Android e IOS. Desta forma, o trabalhador pode baixar no próprio celular e fazer a solicitação online. Durante o cadastro, é possível indicar uma conta em qualquer instituição financeira para que o valor seja creditado.

Como solicitar o saque FGTS

Realizar o download do app FGTS e inserir as informações de cadastro; ir na opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque – Calamidade pública” – acessar a cidade;

Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade, comprovante de residência em nome do trabalhador, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade;

Selecionar a opção para creditar o valor em conta Caixa, inclusive a Poupança Digital Caixa Tem, ou outro banco e enviar a solicitação;

O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Informações sobre a documentação

Carteira de Identidade: também são aceitos carteira de habilitação e passaporte.

Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade.

Certidão de casamento ou escritura pública de união estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

Para mais informações, os trabalhadores podem acessar o site da Caixa ou entrar em contato com a Caixa pelo Fale Conosco 0800 726 0207.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *