FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Secretaria da Saúde estrutura rede de atendimento após a pandemia

Durante a pandemia, o foco da rede de saúde esteve voltado principalmente aos atendimentos relacionados com a Covid-19. Para que os momentos mais críticos fossem superados, as unidades intensificaram testagem, consulta, internação, reabilitação e imunização. Este fato resultou em uma demanda reprimida em alguns serviços.

“Esta é uma realidade que nós temos acompanhado em todo o Brasil e até fora do país. Como a saúde assumiu a linha de frente do combate à pandemia, as demandas eletivas, aquelas sem urgência, deram lugar aos atendimentos emergenciais”, explica Jean Rodrigues da Silva, secretário da Saúde de Joinville

Contratos excepcionais

Para dar suporte às unidades de saúde durante a pandemia, foi realizada a contratação de profissionais na modalidade excepcional. Com o fim do prazo contratual, esses profissionais deixarão a rede. Ao todo, 219 pessoas que foram contratadas em função da excepcionalidade da pandemia encerram seu período de contrato.

“Com o fim da calamidade pública em função da Covid-19, o contrato por excepcionalidade não é mais possível. Por este motivo nós não estamos procedendo com a renovação”, afirma o secretário.

Ao todo, a Rede Pública de Saúde de Joinville tem cerca de 5 mil profissionais. A totalidade dos profissionais que atuavam por meio da contratação por excepcionalidade representa cerca de 4% deste grupo.

“Estamos cuidando da situação das unidades de forma individual, entendendo as demandas e as particularidades de cada uma para evitar impacto no atendimento à população. Neste momento, a união e a colaboração dos nossos servidores da saúde estão sendo fundamentais”, pontua Jean.

Convocação de médicos

Com o objetivo de suprir a falta de médicos na Rede Pública de Saúde, a Prefeitura de Joinville realizou um concurso público para a contratação de Médicos de Estratégia de Saúde da Família. O resultado foi homologado no dia 18 de março. Na semana passada, 15 profissionais foram convocados. Nos próximos dias, mais 49 médicos serão chamados.

“O déficit no número de médicos é uma das situações mais críticas que temos. Por este motivo, o concurso público foi a solução encontrada para que nós possamos atrair e reter esses profissionais na nossa rede. A chegada de novos médicos possibilita um alívio para a sobrecarga da demanda”, observa Jean.

Programa Menos Filas

Em 2021, a Secretaria da Saúde intensificou o programa Menos Filas. Esta é uma iniciativa da Prefeitura de Joinville para reduzir as demandas reprimidas de exames diagnósticos, consultas e cirurgias. No decorrer do ano, 297 diferentes filas foram zeradas.

“Demandas reprimidas históricas, como alguns tipos de exames de tomografia e ressonância foram zeradas, além de diversas outras demandas de consultas e cirurgias. Para este ano, a equipe segue trabalhando no Menos Filas para continuar avançando na demanda existente”, detalha o secretário.

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.