FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

São Chico cancela carnaval de rua, devido à variante ômicron

A Prefeitura de São Francisco do Sul, em alerta por alta incidência da variante ômicron da Covid-19, anuncia que o carnaval de rua, na cidade, está cancelado. Entretanto, a promoção de festas e bailes de carnaval, em ambiente privado, como clubes e casas noturnas, estão liberadas, desde que se adéquem às normas impostas, com autorização do Poder Executivo Municipal.

Para o prefeito Godofredo Gomes Moreira Filho, esta foi uma decisão importante para não colocar em risco a saúde da população. “Temos muito receio do que pode acontecer. Esta variante ainda é pouco conhecida pela ciência e pode nos levar a perder toda mobilização de vacinação que desenvolvemos até o momento. É mais seguro cancelarmos em 2022 e, em 2023, realizarmos um Carnaval bem bonito, com bastante alegria, incentivando blocos e escolas.”

Nos últimos meses, estamos trabalhando, acirradamente, para vacinar a população. “Mesmo com todo o empenho, temos algumas dificuldades para vacinar todos os francisquenses”, diz o prefeito, ao reforçar que a população mantenha em dia sua situação vacinal.

O Decreto Municipal  nº 3.836 de 26 de janeiro de 2022, prevê que, entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março de 2022, está proibida a utilização das vias e espaços públicos para a realização de eventos de qualquer tipo, públicos ou privados, móveis ou estáticos, com ou sem venda de ingresso, como festas, blocos, desfiles, apresentações carnavalescas, musicais, shows, bailes ou similares.

Para a realização de festas carnavalescas, bailes ou demais atividades, em clubes e casas noturnas, será necessária a solicitação de autorização junto à Secretaria de Turismo, com antecedência mínima de 10 dias antes da realização do evento, e exigência de vários documentos, como Plano de Contingência e Autorização/Alvará da PM e Corpo de Bombeiros.

Além disso, todas as atividades deverão observar os protocolos e regramentos sanitários específicos, estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde e serão fiscalizados intensamente pela Polícia Militar e Secretarias Municipais de Saúde, Infraestrutura e Urbanismo, e Meio Ambiente.

A Prefeitura recomenda ainda, que moradores e turistas não realizem comemorações e festas particulares, evitando também o uso de equipamentos de som e instrumentos musicais, para não incentivar aglomerações e continuem seguindo os protocolos de segurança, especialmente o distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos.

A pandemia ainda não acabou. Quando esse momento finalmente passar, as atividades culturais no município retornarão à normalidade. O Carnaval passa, a vida fica!

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.