FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Programa para ampliar participação da comunidade dentro das unidades escolares é lançado em Joinville

Nesta segunda-feira (18), a Prefeitura de Joinville promoveu o lançamento do programa Viva a Escola. O objetivo é facilitar a articulação entre as Escolas e CEIs da Rede Pública Municipal com pessoas e organizações interessadas em desenvolver parcerias dentro das unidades em horários extraturno, em especial aos finais de semana.

Abrir os espaços escolares para atividades da comunidade de forma a garantir a sensação de pertencimento dos moradores e o fortalecimento da gestão democrática é um dos objetivos desta gestão.

O recurso que facilitará o contato entre entidades com a direção e as Associações de Pais e Professores (APPs) das escolas é a plataforma Viva a Escola. As entidades poderão apresentar propostas de projetos de extensão, além de oficinas, eventos, palestras, ações de voluntariado e outras atividades para serem realizadas dentro das Escolas e CEIs. Para expor esses projetos, as entidades devem fazer contato diretamente com a Secretaria de Educação, pelo e-mail vivaaescola@joinville.edu.sc.gov.br.

Após análise e aprovação da Secretaria de Educação, estas propostas serão incluídas na plataforma e as APPs, com a equipe de gestão da unidade, poderão escolher aquelas que mais se adaptam ao contexto e às demandas da comunidade em que a unidade escolar está inserida. A plataforma entra no ar com 30 opções já disponíveis, em projetos que envolvem áreas como ciência, tecnologia e saúde e que são oferecidos por instituições de ensino superior de Joinville.

Para o secretário de Educação de Joinville, Diego Calegari, este é um avanço importante para garantir o desenvolvimento tanto dos alunos quanto das comunidades em que vivem. A expectativa também é que as unidades tornem-se espaços que permitam a convivência entre os moradores da região.

“O desenvolvimento que queremos para nossa cidade passa pela escola como vetor, com as unidades abrindo no fim de semana, à noite, e dando a oportunidade das pessoas viverem experiências diferentes. Nossa ideia é não só levar as famílias ainda mais para dentro das escolas para serem participativos na educação de seus filhos, mas também que elas sejam vistas como polos de desenvolvimento para toda a comunidade”, afirma Calegari.

O prefeito Adriano Silva destacou o poder transformador que os diferentes projetos dentro das unidades escolares podem oferecer, para que os jovens tenham oportunidades para além da sala de aula.

“Os professores têm uma agenda a ser cumprida e não podemos cobrar que eles, sozinhos, percebam o potencial de cada um de seus alunos e o talento que ele pode ser no futuro. Queremos gerar oportunidades para garantir que nossos jovens sejam impactados de uma forma ou de outra e conseguiremos isso trabalhando com toda a sociedade”, reforçou.

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.