FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Profissionais da saúde são agraciados com a Medalha Dona Francisca

A maior honraria de Joinville, a Medalha do Mérito Princesa Dona Francisca, foi entregue na noite desta terça-feira (8), no Teatro Juarez Machado. Os homenageados foram os profissionais que atuam na área da saúde.

Pela primeira vez desde sua criação, a medalha foi entregue, de forma simbólica, aos cerca de 16 mil profissionais de saúde de Joinville.

A atividade integra a programação oficial da celebração dos 171 anos do município.

A cerimônia começou com uma apresentação do Coral Infantojuvenil Arte Maior, sob o comando de Kátia Siqueira.

Na sequência, três trabalhadores da área da saúde de Joinville receberam a Medalha Dona Francisca, representando os milhares de profissionais da saúde que atuam no combate à pandemia de Covid-19 desde março de 2020.

Foram eles: a enfermeira Luciene Ribeiro Garcia, a fisioterapeuta Daniela Delvan e o médico intensivista Felipe Pfuetzenreiter.

“Estar aqui é uma honra, uma alegria, representar os profissionais que estão atuando na pandemia. A gente tem que lembrar de agradecer o pessoal que está nos ajudando e fazendo com que a gente tenha condições de fazer um trabalho digno. Agradecer a família que nos deu resiliência para continuar. Importante também a gente prestar nossa homenagem para todos aqueles que morreram e condolências aos familiares”, afirmou Felipe Pfuetzenreiter, em nome de todos os homenageados.

O governador Carlos Moisés, o prefeito Adriano Silva, a vice-prefeita Rejane Gambin e os condecorados com a Medalha Dona Francisca assinaram o livro de registro que oficializa a entrega da honraria.

“Foi um caminho que deu certo e vocês salvaram muitas vidas porque todos nós juntos acreditamos na ciência e fizemos a tarefa, cada qual no seu ramo de atividade, desde a tarefa mais simples até a mais complexa. Todos fizeram parte de um conjunto de ações em benefício do povo”, disse o governador Carlos Moisés.

Para deixar registrado o reconhecimento aos profissionais, cada uma das unidades de saúde e de apoio e os hospitais que atuaram na linha de frente do combate à pandemia de Covid-19 em Joinville receberam um certificado oficial de concessão da homenagem.

A Prefeitura de Joinville vai edificar, em uma praça que será construída em frente ao Hospital Municipal São José, um memorial com os nomes de todos os profissionais que atuaram nas instituições homenageadas. Esta é uma forma de eternizar os homenageados.

“Quando decidimos fazer uma homenagem levantamos e chegamos ao número de 16 mil pessoas, que direta ou indiretamente trabalham salvando vidas por mais de dois anos. A nossa gratidão a todos vocês é muito grande. E nós, de forma singela, vamos fazer um monumento para que fique na história o nome desses heróis e dessas heroínas que fizeram a transformação”, reforçou o prefeito Adriano Silva.

A Medalha do Mérito Princesa Dona Francisca foi instituída pela Lei 4.060, de 20 de dezembro de 1999.

Conheça quem representou os milhares de profissionais da saúde de Joinville

Daniela Delvan é fisioterapeuta. Trabalha no Hospital São José, no setor Covid, atendendo pacientes críticos com coronavírus nas unidades de terapia intensiva. Para ela, a fisioterapia foi uma profissão que se destacou durante a pandemia. Os fisioterapeutas fazem a reabilitação não só física, mas também pulmonar. “O trabalho em equipe numa UTI é indispensável”.

Felipe Pfuetzenreiter é médico intesivista. Trabalha na UTI do Hospital São José quase que exclusivamente com pacientes Covid. Natural de Lages, está em Joinville há 22 anos. Trabalha na Prefeitura de Joinville desde 2011. São de 10 a 12 horas diárias de trabalho além dos plantões.

Luciene Ribeiro Garcia é enfermeira. Trabalha na Unidade de Pronto-atendimento Leste. Atuou na readequação da unidade em Hospital de Campanha durante a pandemia. É enfermeira há 20 anos, especializada em urgência e emergência. Foi influenciada pelo trabalho desenvolvido pela mãe, que também atuava na área da enfermagem.

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.