FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Polícia Militar intensifica ações de combate à Dengue

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) tem por missão constitucional a preservação da ordem pública, atuando de forma preventiva em todos os aspectos que possam ocasionar um sentimento de intranquilidade, inclusive no campo da saúde pública. Dentro desta atribuição, a corporação tem realizado uma ação preventiva de combate ao mosquito Aedes aegypti no Estado.

No período de 31 de dezembro de 2023 a 15 de janeiro de 2024, ocorreram 3.084 notificações de dengue em Santa Catarina. Desses, 2.052 foram considerados casos prováveis e, 1.032 foram descartados. Na comparação com o mesmo período do ano 2023, observa-se um aumento de 105,2% no número de casos prováveis.

Desta forma, em um trabalho conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (SES); Superintendência de Vigilância em Saúde; Diretoria de Vigilância Epidemiológica; e Gerência de Zoonoses, acidentes por animais peçonhentos e doenças transmitidas por vetores, a Polícia Militar tem intensificado os trabalhos para identificar criadouros do mosquito e dar suporte ao trabalho dos agentes de saúde.

A fiscalização sanitária tem ocorrido em estabelecimentos comerciais, parques, praças, residências e locais de risco. Além da fiscalização, há recolhimento de materiais para eliminar possíveis focos de proliferação de mosquito e panfletagem educativa. Todas as ações são acompanhadas pelos militares.

Neste sentido, a PMSC reforça que a melhor estratégia para evitar a Dengue e outras arboviroses também transmitidas pelo Aedes aegypti (Zika e Chikungunya) é a eliminação de possíveis criadouros do mosquito, que vem a ser qualquer recipiente que possa acumular água parada.

Além dos trabalhos operacionais, atendendo às diretrizes do Comando-Geral da corporação, todas as unidades militares estão sendo submetidas a inspeções semanais em suas instalações físicas. O objetivo é prevenir a existência de possíveis focos que possam comprometer a integridade e eficiência das unidades, reforçando o compromisso da corporação com a segurança e bem-estar de seus membros.

Essas iniciativas são executadas com o acompanhamento e engajamento ativo do efetivo da Polícia Militar, reforçando o compromisso da corporação em preservar não apenas a Ordem Pública, mas também a saúde e o bem-estar da comunidade catarinense.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *