Para conter o avanço da pandemia, serviços públicos estaduais não essenciais voltam a ter atendimento remoto