FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Oficina gratuita em Joinville alia música, tecnologia e artes visuais

Evento nos dias 18 e 19 proporcionará aos participantes experimentar realidade virtual no ambiente artístico

Você é apaixonado por artes visuais, tecnologia e música? Então a chance de explorar estas três áreas ao mesmo tempo, será dada nos dias 18 e 19 de maio pela Galeria 33, em Joinville, que promove a oficina “Explorando Novas Fronteiras: Arte, Tecnologia e Música”, com o músico, produtor, cineasta e desenvolvedor Filipe Maliska. A participação é gratuita, mas cada turma (adultos e adolescentes) tem limite de 20 vagas.

O conteúdo para adultos será apresentado no sábado, das 14h às 18h, e para adolescentes, no domingo, das 9h às 13h. A oficina abordará as relações entre arte e tecnologia e da música com as artes visuais. Os participantes também realizarão experimentações em realidade virtual com o aplicativo Sinestética, que possibilita a síntese sonora de forma intuitiva, com a visualização do tamanho e forma das ondas, bem como uma relação entre as frequências sonoras com as frequências das cores. Ao final da experiência, o usuário fica imerso em um ambiente audiovisual criado por ele.

Filipe Maliska é dono de um grande currículo nas áreas de música, cinema e tecnologia.É graduado em música pela Udesc e  cursou jazz e música moderna em Barcelona, além de ser músico, produtor e compositor do grupo Entrevero Instrumental e do projeto de música mista Sintodrama. Dirigiu o curta “Prosopagnosia” e o média-metragem “Arco-íris de pixels têm fim?”, ambos de 2015 e selecionados para o 5° Festival Internacional CineramaBC. Atuou como como designer de som e dirigiu o documentário “Estratos” (2016).

No desenvolvimento de aplicativos, instalações e experiências imersivas, Filipe é fundador da desenvolvedora de apps em realidade aumentada e virtual Galatea Interactive. Desenvolveu o aplicativo em realidade virtual “Pintando Música” (2019) e a instalação audiovisual em realidade virtual “Rebocando o Pavilhão Philips” (2020); e o aplicativo para criação musical em realidade virtual Sinestética.

Outras atrações

Outros dois eventos completam o final de semana na Galeria 33. No sábado (18), das 10h às 12h, uma palestra vai explorar os bastidores da organização da exposição “Coletivo + Cult – Poéticas Catarinas Contemporâneas”, em cartaz no local. As curadoras Katiana Machado e Nadja Lamas falarão sobre a singularidade de cada poética apresentada e a importância da arte na nossa sociedade contemporânea. A participação é gratuita, com inscrição pelo Sympla.

Ainda no sábado, às 19h, o artista Jean Smekatz apresenta a performance “Rito de Éthos” às 19h.  Trata-se de uma experiência sensorial e visual em qual as energias das cores ganham vida. Seis bacias revelam líquidos em matizes vibrantes. O artista, imerso na composição de Thaykovis, tinge tecidos e os estende no interior de um armário, criando uma pintura no campo expandido. Ao término, o armário, repleto de cores e histórias, torna-se um testemunho da dança vibrante e poética.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *