FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

No Dia de Combate à Hipertensão, veja dicas de como prevenir a doença

Nesta terça-feira (26) é o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial. O objetivo é conscientizar sobre a importância do diagnóstico preventivo e do tratamento da doença.

“A hipertensão arterial é uma das principais causas de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde da Família de Joinville, devido ao elevado número de pessoas com essa enfermidade. Hoje, temos 129 mil pessoas cadastradas com hipertensão arterial nas nossas unidades de saúde e que necessitam de acompanhamento periódico”, explica Martha Maria Vieira de Salles Abreu Artilheiro, médica de Família e Comunidade, que trabalha na Atenção Primária há 25 anos em Joinville.

A hipertensão é uma doença, na maioria das vezes, silenciosa que será percebida muitas vezes num momento de agravamento ou de um mal estar. Ela ocorre quando a pressão do sangue, causada pela força de contração do coração e das paredes das artérias para impulsionar o sangue para todo o corpo acontece de forma intensa, sendo capaz de provocar danos na sua estrutura.

As principais complicações da doença são derrame cerebral, (conhecido como AVC), infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica. Além disso, a hipertensão pode levar a uma hipertrofia do músculo do coração, causando arritmia cardíaca.

“Temos observado um aumento do número de casos e cada vez mais precocemente, em pessoas mais jovens. Como a hipertensão é um fator de risco maior para eventos que levam a uma perda da qualidade de vida podendo deixar sequelas e levar ao óbito, precisamos fazer ações de prevenção a este agravamento”, avalia a médica.

Entre as principais causas associadas ao desenvolvimento da hipertensão estão: obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento. O sobrepeso e a obesidade podem acelerar em até dez anos o aparecimento da doença. O consumo exagerado de sal, associado a hábitos alimentares não adequados, também colaboram para o surgimento da hipertensão.

“Principalmente no período da pandemia Covid-19, as pessoas ficaram muito restritas às suas casas levando uma vida isolada, sedentária e consumindo alimentos prontos e de fácil acesso. Por isso, são importantes as ações de prevenção com a ingestão de alimentos mais saudáveis, a prática de atividade física regular, o controle das doenças associadas, a redução da ingesta de sal, alimentos gordurosos e bebida alcoólica, a redução do estresse e uma adesão correta ao tratamento levando a melhora na qualidade de vida”, reforça Martha.

Os sinais de alerta são tontura, falta de ar, palpitações, dor de cabeça frequente e alteração na visão. A hipertensão geralmente é silenciosa, por isso é importante medir regularmente a pressão arterial. Na maioria dos casos, a doença não tem cura, mas pode ser controlada. Nem sempre o tratamento é com o uso de medicamentos. O fundamental é adotar um estilo de vida mais saudável

Dicas de como prevenir a hipertensão

– Manter o peso adequado
– Não abusar do sal
– Praticar atividade física regular
– Não fumar
– Moderar o consumo de álcool
– Evitar alimentos gordurosos
– Controlar o diabetes

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.