Médico do Hapvida alerta para os riscos do “quebra-crânio”