LUIZ CARLOS PRATES: Vida e relógio