LUIZ CARLOS PRATES: Bom emprego não existe