FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Festival Internacional de Cinema de Joinville 2024 tem programação gratuita em junho

Entre os dias 17 a 22 de junho, segunda-feira a sábado, acontece a 4ª edição do JIFF, Festival Internacional de Cinema de Joinville, um dos maiores do Sul do Brasil, em vários pontos da cidade do norte catarinense, com entrada gratuita em todas as sessões. O festival tem produção da Cooperfilm Cine e direção de produção da Leste BR, a abertura oficial, acontecerá na segunda-feira 17, a partir das 19h30 no Cine Mueller GNC, com a exibição do filme: “Foram os Sussurros Que Me Mataram”, com direção e roteiro de Arthur Tuoto, tendo no elenco Mel Lisboa e Carla Rodrigues, que irão estar presentes na sessão, além de Otávio Linhares e Patrick Sampaio. O projeto é financiado pelo Prêmio Catarinense de Cinema da Fundação Catarinense de Cultura – FCC, através da Lei Paulo Gustavo.

“Foram os Sussurros que me Mataram” é um longa-metragem que mergulha no turbilhão que é a vida de Ingrid Savoy (Mel Lisboa), uma celebridade que se vê obrigada a um confinamento em um hotel enquanto se prepara para entrar em um reality show. Enquanto está desconectada do mundo exterior, Ingrid enfrenta uma série de desafios que ameaçam sua sanidade e reputação. Entre visões premonitórias, ataques de paparazzi e agitações anarquistas na cidade, Ingrid se vê constantemente à beira de um escândalo iminente. O filme vai retrata a sua jornada através de um fluxo de pensamentos onde a linha entre realidade e delírio se torna tênue, enquanto os personagens misturam com reflexões pessoais e com citações aleatórias. O filme não é apenas um retrato da vida de uma celebridade sob a beira de colapsar pela invasão do público, mas também uma exploração profunda do estado de alienação e loucura alimentado pela mídia.

Com seis dias da programação que incluem além da exibição de curtas, longas-metragens e documentários, a edição de 2024 seguirá com a Mostra Filmdance, com exibições na Sala Agripina da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, uma das novidades será a Mostra Catarina, com produções feitas em Santa Catarina, com curadoria do cineasta Juliano Lueders, as exibições acontecerão no Auditório da Univille. No CEU Aventureiro acontecerão a Mostra Infantil Quixotinho 1 e 2, com exibições também na Galeria 33, além da Mostra infantil serão exibidos na galeria, sessões acessíveis, filmes nacionais na Mostra Nacional que apresenta filmes icônicos e celebra a riqueza e diversidade do cinema brasileiro e a Mostra Internacional, que traz filmes de todo o mundo, mostrando novos rumos e propostas para o audiovisual, investindo na produção autoral e artística, além da Mostra Arthouse.

A diversidade de culturas é um dos pontos fortes e de destaque do Festival, desde 2017, a curadoria artística, executada neste ano por Alceu Bett nos filmes internacionais e Bruno Gehring nos filmes nacionais, tem o principal intuito de levar ao público amante da 7ª arte, a exibição de diversos gêneros e estilos de filmes, para todas as faixas etárias. Esta cuidadosa seleção traz e oferta de maneira acessível representações cinematográficas de todo o mundo. Os filmes são selecionados com rigor para garantir a qualidade e a relevância do conteúdo. Além disso, o JIFF valoriza e fomenta a produção cinematográfica independente regional e nacional, dando oportunidade a novos talentos e propostas inovadoras, colocando em destaque as produções locais e incentivando novos talentos por meio de suas atividades. O Festival é uma oportunidade para os cineastas e estudantes da região apresentarem seus trabalhos para um público amplo, e estabelecerem contatos com profissionais da indústria cinematográfica.

O JIFF promove uma série de atividades complementares, workshops de formação de cinema, que abordam questões relacionadas ao audiovisual e à produção cinematográfica, além de palestras com júris e convidados. Estes eventos oferecem aos participantes uma oportunidade única de aprender, trocar ideias e estabelecer contatos com profissionais da indústria cinematográfica. Na edição deste ano serão oferecidas oficina de Cinema para Adolescentes com o cineasta Fabrício Porto, Masterclass com a cineasta Maria Emília de Azevedo, diretora de “Porto Príncipe”, logo após a exibição do longa, que narra a história da chegada de imigrantes haitianos em Santa Catarina, na programação desta 4ª edição o destaque entre as produções também exibidas, será o documentário “As Quatro Irmãs” de Evaldo Mocarzel com a participação da aclamada Vera Holtz, que interpreta uma atriz que, através do cinema, decidiu resgatar a memória de sua família com as irmãs Teresa, Rosa e Regina. Enfrentando lapsos de memória, a atriz tenta reinventar a própria vida no filme: a infância e a adolescência em Tatuí, no interior de São Paulo; a convivência familiar e as irmãs como personas do seu ser, eterna fonte de inspiração para suas personagens.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *