FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Feriado Musical

Regência orquestral e musicalização infantil na prática são os temas das próximas oficinas da série de encontros de profissionalização musical que a Prelúdio Academia de Arte (Joinville) está promovendo nas últimas semanas, via Edital Aldir Blanc SC. As duas atividades ocorrerão nesta quinta-feira (21/4), feriado de Tiradentes, o que oportuniza maior alcance para estudantes, educadores e demais interessados na área (as oficinas são destinadas a jovens e adultos).

21/4 (quinta-feira) *feriado

18h30 as 19h30: “Os desafios da Regência Orquestral” c/ Alessandro Sangiorgi (online)

20h as 21h30: “Musicalização Infantil na Prática” c/ Amanda Cantador (presencial e online)

As inscrições podem ser realizadas de forma gratuita pelo e-mail preludioacademiadearte@gmail.com. A Prelúdio Academia de Arte localiza-se na rua Princesa Izabel, 508 (3º andar) – Centro, em Joinville.

Serão, ao todo, 5 oficinas culturais ligadas à performance e educação musical, reunindo grandes profissionais com atuação no circuito internacional, em formato híbrido (presencial e online), com módulos independentes. Segundo Rafael Huch, maestro e diretor da Prelúdio Academia de Arte, o projeto surgiu com o intuito de contribuir para a profissionalização e valorização do setor. “Oficinas de Profissionalização Musical” foi selecionado pelo Edital Aldir Blanc 2021 – executado com recursos do Governo Federal e Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, por meio da Fundação Catarinense da Cultura. Todas as oficinas contam com intérprete de Libras.

Alessandro Sangiorgi (SP) é maestro, com formação em piano pelo Conservatório de Milão (Itália) e especialização em composição e regência. Com mais de 30 anos de experiência na área musical, iniciou a carreira em Israel, desenvolvendo grandes trabalhos em países da Ásia e Europa, atuando com produções e regência de óperas, balés e concertos sinfônicos. Em 2009, conquistou o título de “Cavaliere dell’Ordine della Solidarietà”, recebido pelo Presidente da República Italiana por seus méritos artísticos e trabalhos realizados no exterior. No Brasil regeu diversas orquestras, entre elas a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), a Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP), Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), a Orquestra Experimental de Repertório (OER), a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC), a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), a Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES), a Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG), a Orquestra Sinfônica do Teatro da Paz (OSTP).

Amanda Cantador (PR) é violinista, pós-graduada em educação musical pela Universidade Estadual do Paraná (2019). Participante ativa das Oficinas de Música de Curitiba, desde 2006, integrou a Orquestra Experimental da Fundação Cultural de Joinville, a Sociedade Cultural Artística de Joinville, a Orquestra de Cordas da Escola de Música Villa Lobos, a Orquestra Sociesc da Sociedade Educacional de Santa Catarina, a Orquestra da Sociedade Cultural Artística de Jaraguá do Sul – SCAR, a Orquestra Filarmônica da UFPR, a Ópera Orchestra Curytiba (2016) e a Orquestra Ladies Ensemble (2012-2019). Atualmente, Amanda estuda violino com Bettina Jucksch, é diretora e coordenadora pedagógica da Escola de Música Ritmo e Som, em Curitiba, onde ministra aulas, desenvolve projetos musicais e pedagógicos.

O quê: Oficinas de Profissionalização Musical

Quando: 21/4 (quinta-feira) às 18h30 e às 20h

Onde: Prelúdio Academia de Arte (presencial e online)

Quanto: gratuito

Musicalizacao-Infantil-na-Pratica_POST.jpg

Os-Desafios-da-Regencia-Orquestral_POST.jpg

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.