FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Dengue em SC: informe epidemiológico revela mais de 350 mil casos prováveis da doença no estado

O informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), revela que até a última segunda-feira, 1º de julho, foram registrados 354.089 casos prováveis em 285 municípios do estado, representando um aumento de 161,78% comparando com o mesmo período do ano passado.

Em relação aos óbitos, foram confirmadas 272 mortes por dengue, e outras 54 permanecem em investigação pela Secretaria Municipal de Saúde com apoio da Secretaria de Estado da Saúde.

Os focos do mosquito Aedes aegypti, também de acordo com o último informe, estão presentes em 254 municípios, totalizando 46.629 focos. Dos 295 municípios catarinenses, 171 são considerados infestados pelo vetor.

Confira o informe completo aqui.

“A principal medida de prevenção contra essas doenças é a eliminação de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, que são os locais com água parada. Os cuidados precisam ocorrer ao longo de todo o ano”, destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor de vigilância epidemiológica de SC.

Ações para eliminar os criadouros do mosquito

– Evite que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas e copos;
– Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenos baldios e pátios;
– Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente sem deixar poças de água;
– Manter lagos e tanques limpos ou criar peixes que se alimentem de larvas;
– Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais de estimação pelo menos uma vez por semana;
– Coloque areia nos pratinhos de plantas e remova duas vezes na semana a água acumulada em folhas de plantas;
– Mantenha as lixeiras tampadas, não acumule lixo/entulhos e guarde os pneus em lugar seco e coberto.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *