FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato /     Publicações Legais

   jornalismo@folhametropolitana.com

Dengue: biofábrica é inaugurada em Joinville e combate à doença ganha reforço com método criado na Austrália

Santa Catarina conquistou dois importantes avanços no combate à dengue: a revisão do número de Agentes de Combate de Endemias (ACE) e nesta segunda-feira, a inauguração da biofábrica do Método Wolbachia em Joinville, no norte do Estado. O local contará com laboratórios para a produção da tecnologia, que ajuda no combate à dengue e outras arboviroses.

Em março de 2023 a Secretaria de Estado da Saúde (SES) formalizou ao Ministério da Saúde a necessidade de novas tecnologias no combate à dengue. Em outubro de 2023, o município de Joinville foi selecionado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com outros cinco municípios, por características epidemiológicas, para implementação desta nova metodologia.

O Método Wolbachia foi possibilitado por meio de uma parceria da Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz – com a World Mosquito Program, e com a Prefeitura de Joinville e a Secretaria de Estado da Saúde.

O secretário adjunto da saúde, Roberto Benedetti, esteve presente na inauguração da biofábrica e destacou a importância da união dos poderes na prevenção às arboviroses. “O SUS é tripartite: União, estados e municípios trabalhando juntos para cuidarem da saúde da população. Todos temos responsabilidade e devemos realizar as demais ações contra a dengue, como o atendimento dos casos em tempo oportuno e seguindo o protocolo preconizado, assim evitando os casos graves e mortes pela doença”, afirma.

Foto: Divulgação/ Ascom SES

Além da implementação das novas tecnologias é importante destacar que todos devem fazer a sua parte e realizar a limpeza de suas casas e locais de trabalho para eliminar os possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.

Método Wolbachia

Criado na Austrália, esse método consiste na liberação de Aedes aegypti com a bactéria Wolbachia para que se reproduzam com os Aedes aegypti locais, formando uma nova população destes mosquitos.

A Wolbachia impede que os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana se desenvolvam dentro dos insetos, contribuindo para redução destas doenças.

Dengue em SC

A dengue atingiu número recorde em SC em 2024. O estado já tem mais de 350 mil casos prováveis da doença, com 269 óbitos.

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *