FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Adiada a data de entrega do Museu de Imigração

Com a chegada de uma frente fria e a previsão de grande volume de chuva para os próximos dias, a Prefeitura de Joinville adiou a data de entrega do Museu Nacional de Imigração e Colonização (rua Rio Branco, 229 – Centro). O evento, que estava previsto para sábado (12), será realizado no próximo dia 21, em horário a ser confirmado.

“A obra já está pronta e os últimos detalhes da exposição também estão sendo concluídos. Mas, considerando a previsão de chuva, optamos por alterar a data da inauguração, para que os joinvilenses possam desfrutar da programação cultural que preparamos”, explica Guilherme Gassenferth, secretário de Cultura e Turismo de Joinville.

As obras de restauração do casarão histórico que abriga o Museu Nacional de Imigração e Colonização foram custeadas pelo Fundo dos Direitos Difusos do Ministério da Justiça, com intermediação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e investimento superior a R$ 3 milhões. Todo o processo de restauração foi acompanhado pela Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Joinville.

Esquadrilha da Fumaça confirma apresentação em Joinville

Mais um evento importante entra na lista de festejos dos 171 anos de Joinville: a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. O evento, que encerra o calendário de comemorações do aniversário da cidade, será realizado no sábado, 26 de março, às 16h, na Expoville (rua XV de Novembro, 4315 – Glória).

Na semana passada, a Prefeitura de Joinville recebeu a missão precursora da Força Aérea Brasileira (FAB), que verificou o local e realizou os alinhamentos necessários, incluindo infraestrutura e atendimento de emergência.

Esquadrilha da Fumaça é o nome pelo qual é popularmente conhecido o Esquadrão de Demonstração Aérea da FAB. O grupo, que retomou as apresentações deste ano na última segunda-feira (7/3), completa 70 anos de história em 2022 e é uma das esquadrilhas mais antigas e respeitadas do mundo.

Folha

Nenhum comentário

  1. É estranho a SECOM da Prefeitura não citar a origem da vinda da Esquadrilha da Fumaça para Joinville, que só está acontecendo por intermediação do Deputado Federal Coronel Armando, militar da reserva do Exército brasileiro, e que fez vários anos de sua carreira no 62BI.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.