FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

CLÁUDIO LOETZ/ EXCLUSIVO: Prédio da Sociedade Ginástica de Joinville será ocupado por igreja

A tradicional Sociedade Ginástica de Joinville vai se transformar em templo religioso. A locação do imóvel, no Centro de Joinville, foi definida nesta semana. As instalações estavam para aluguel há vários meses. Este já e o terceiro empreendimento com raízes na história de Joinville que servirá aos interesses da pregação religiosa.

O primeiro, há anos, foi o Cine Palácio, bem no coração da cidade. O outro espaço simbólico de Joinville que passará a ser igreja e o do Hotel Colon, também no centro histórico de Joinville. Agora será a vez da Sociedade Ginástica, criada 16 de novembro de 1858, apenas sete anos depois da chegada dos primeiros colonizadores a Joinville. E assim, cada vez mais, vamos perdendo a nossa identidade. O clube, além de promover diferentes atividades esportivas, também foi palco de shows e festas.

Folha

Nenhum comentário

  1. Não tem como querer uma identidade histórica sem investimento do poder público. Não concordo que se perde a identidade, uma vez que não há demolição, e sim, há uma oportunidade de futuramente voltar a ser palco de grandes REENCONTROS, porque não? Que o novo empreendimento possa manter e renovar a estrutura fazendo bom uso. Afinal, a história nas memórias jamais serão apagadas. Abraços!

    • A Sociedade não sobrevive apenas de investimento público! Ela precisa se auto sustentar e sobreviver através das mensalidades dos sócios e de eventos por ela promovidos. Na atual conjuntura, quem tem disponível, em média, R$ 200,00/mês de mensalidade? O q a sociedade oferece em troca? Quais os eventos? E claro, a população (sociedade), precisa participar, fazendo a sua parte!

  2. Joinville está a cada dia perdendo qualquer tipo de lazer, tudo bem que somos uma cidade de operários, mas não precisa também ser só isso. Cadê a diversão na nossa cidade ?
    Tente fazer uma festa, primeiro que não à mais locais para isso no centro da cidade, pois é tanta exigência para ter um salão de festas que é inviável ter. A prefeitura não alivia em nada, e assim vamos perdendo a identidade Joinvillense.
    Quantas famílias começaram em uma noite no Ginástico, quantos casais se conheceram lá, quanta história nas noite de sábado e domingo ?
    Tudo jogado fora.

  3. Infelizmente tudo em torno do dinheiro. Tive o prazer de trabalhar com o Saudoso Finder. Quantos reencontros realizados. Fica a saudade e história que muitos vivenciaram. Como Soc. Glória e tantos outros Joinville esta perdendo as origens das musicas dos anos 80. Grande sentimento.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.