FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Araquari tem adesão maior que a média nacional na campanha de vacinação contra poliomielite

No cenário nacional, apenas 35% das crianças que devem receber o imunizante foram vacinadas até o momento

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação atingiu mais da metade do público-alvo, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). No total, 2.267 crianças menores de 5 anos receberam o imunizante que previne a paralisia cerebral. Esse número representa 74,95% do público-alvo da campanha no município.

No cenário nacional, apenas 35% das crianças que devem receber o imunizante foram vacinadas até o momento. Por isso, o Ministério da Saúde decidiu prorrogar a campanha de vacinação contra a poliomielite e a de multivacinação até o dia 30 de setembro.

De acordo com a secretária da Saúde, Tânia Eberhardt, Araquari foi o único município da região norte do estado a atingir o resultado durante a primeira fase da campanha. O bom número se deve a múltiplos fatores, como pesquisa por busca ativa em domicílios, com vacinação nas residências, ações nos Centros de Educação Infantil (CEIs) e campanha nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) aos sábados.

“Além disso, devemos esse resultado excepcional à colaboração das equipes em todas as unidades de saúde”, enfatiza a secretária.

O público-alvo da campanha, estabelecido pelo Ministério da Saúde, é de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade para a Multivacinação. Já a campanha contra a poliomielite foi voltada para as crianças menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Mesmo com os bons índices alcançados, a campanha seguirá acontecendo até o dia 30 de setembro.

Locais de vacinação

Em Araquari, a vacinação ocorrerá de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 16h30, nas seis salas de vacinação do município: UBSs Nicanor Corrente (Itinga), Geny Westrupp (Itinga), Joaquim Monteiro Cabral (Porto Grande), Maria de Fátima Silvano (Centro), João Antônio Ignácio (Rainha), Rosalina Modesta da Costa (Itapocu).

Receba notícias em seu celular pelo grupo de WhatsApp do jornal Folha Metropolitana Curta nossa página do Facebook e siga-nos no Instagram

Folha Metropolitana
Redação

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida… Oscar Wilde

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.