FOLHA METROPOLITANA Jornal diário de Joinville e Araquari

Quem SomosAnuncieContato

   jornalismo@folhametropolitana.com

Águas de Joinville instala a maior estação elevatória com Sistema de Bombeamento em Linha do país

Entrou em operação, nessa semana, a maior Estação Elevatória de Esgoto (EEE) com Sistema de Bombeamento em Linha (SBL) do Brasil, implantada na rua Oswaldo Schmidt, no bairro Guanabara. Neste novo modelo de elevatória, o esgoto se mantém permanentemente na rede, sem contato com a atmosfera e sem acúmulo no poço de bombeamento, o que caracteriza uma das suas principais vantagens, que é eliminar a emissão de odores.

O equipamento fará o bombeamento do efluente coletado nos bairros Guanabara, Fátima e Boa Vista.

“A estação elevatória de esgoto é um sistema de bombas que impulsionam o efluente, para que ele percorra as tubulações e chegue até uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Na elevatória com Sistema de Bombeamento em Linha, o esgoto é bombeado em um poço de concreto armado sem contato com a estrutura do tanque, evitando, assim, os odores e a corrosão do equipamento”, explica o engenheiro Marcos Lopes de Souza, responsável técnico pelo projeto.

O sistema é utilizado em países como França, Portugal e Estados Unidos. No Brasil, outras empresas de saneamento já possuem em operação elevatórias com esta concepção, porém de menor porte.

Com investimento de R$ 2,4 milhões, o SBL teve o mesmo custo de uma elevatória tradicional com bombas submersíveis. Embora seja a maior do país neste modelo, a elevatória com SBL ocupará uma área 60% menor em comparação com o sistema convencional, o que possibilitou que aproximadamente 300 m² de vegetação fossem preservados.

Instalada em uma área suscetível a alagamentos em dias de forte chuva e também de maré alta, a elevatória conta com um sistema de proteção contra inundação através de uma bomba de drenagem do poço de bombeamento integrada ao painel de comando da unidade. Além disso, os motores foram produzidos com grau de proteção contra submersão, sem prejuízo à integridade do sistema.

“Com o início da operação a vazão da elevatória irá aumentar gradativamente, na medida em que a população se ligar à rede de esgoto e com o crescimento populacional dos bairros, até atingir sua vazão máxima final de 196 litros por segundo”, explica Bianca Berndt Kamradt, coordenadora de Expansão da Águas de Joinville.

A instalação do novo equipamento faz parte das obras de esgotamento sanitário da zona Sul, que incluem a implantação de 34,5 km de rede coletora e mais quatro estações elevatórias.

A EEE do Guanabara é um dos projetos da Águas de Joinville que vem sendo colocados em prática rumo à universalização da cobertura de esgotamento sanitário no município.

Folha

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.